domingo , setembro 23 2018
Inicio / Artigos / Setembro, mês da Bíblia

Setembro, mês da Bíblia

1“Quão saborosas são para mim vossas palavras, mais doces que o mel à minha boca” (Sl 118, 103)

“Vossa palavra é um facho que ilumina meus passos. E uma luz em meu caminho” (Sl 118, 105).

A Igreja no Brasil dedica todo o Mês de Setembro à Bíblia. Sem dúvida é uma iniciativa muito importante. Essa motivação provém do fato da Igreja celebrar no dia 30 de setembro a memória do grande santo e doutor da Igreja, São Jerônimo, que a pedido do Papa Dâmaso (366-384) preparou uma excelente tradução da Bíblia em latim, a partir do hebraico e do grego; a chamada Vulgata. Foi um trabalho gigantesco que demandou cerca de 35 anos nas grutas de Belém, onde ele realizava esse ofício, vivendo uma austera vida de oração e penitência. São Jerônimo dizia que quem não conhece os Evangelhos não conhece Jesus.

Durante os cinco domingos do mês, voltamos nossa atenção para a importância da leitura bíblica, da necessidade de o cristão transformar em hábito diário a leitura da Bíblia e incentivar esse costume na família. Destacamos a Bíblia como um farol a iluminar nosso caminho e uma fonte riquíssima de informações e ensinamentos que nos ajudam a manter nossa fé e adesão ao Plano de Deus. Nela conhecemos a caminhada do povo de Deus, com suas dores, angústias, porém, mesmo diante de suas fraquezas e ingratidões, recebendo de Deus o perdão e Sua misericórdia. Mesmo rompendo a aliança com o Pai, seus filhos retomam o caminho por Ele indicado e continuam sua trajetória em busca da terra prometida e do caminho que os conduzem ao Pai.

Tanto o Novo como o Antigo Testamento nos apresentam uma gama de informações e ensinamentos que mesmo escritos há tantos anos, são perfeitos para os dias de hoje e atuais em sua mensagem libertadora. Ao contrário do que muitos pensam, a Bíblia não é um livro cansativo e de difícil leitura. Na verdade é uma coleção de livros composta por textos poéticos, históricos e por que não dizer de autoajuda? Quando nos sentimos tristes encontramos consolo em suas páginas, quando nos encontramos com dúvidas as sanamos em suas páginas, quando nos sentimos fracos na fé, em suas páginas reforçamos nossa esperança e voltamos a crer nas palavras de Deus, pois nesta coleção de livros estão relatos de pessoas que presenciaram a caminhada de Jesus, o filho de Deus, neste mundo de tantos pecados e tribulações.

Conhecer a Palavra de Deus é fundamental para todo cristão. A Carta aos hebreus diz que “a Palavra de Deus é viva, eficaz, mais penetrante do que uma espada de dois gumes, e atinge até à divisão da alma e do corpo, das juntas e medulas, e discerne os pensamentos e intenções do coração” (Hb 4,12).

Ler a Bíblia deve ser um exercício diário, não feito como quem lê um romance ou um livro qualquer de história, mas deve ser lido com fé, esperança e conectado com Deus, pois a leitura orante da Bíblia é a forma mais perfeita de conhecer melhor Sua mensagem contida em tantas páginas que estão à nossa disposição.

São Jerônimo

São Jerônimo (347-420), chamado de “Doutor Bíblico”, nasceu na Dalmácia e educou-se em Roma; é o mais erudito dos Padres da Igreja latina; sabia o grego, latim e hebraico. Viveu alguns anos na Palestina como eremita. Em 379, foi ordenado sacerdote pelo bispo Paulino de Antioquia; foi ouvinte de São Gregório Nazianzeno e amigo de São Gregório de Nissa. De 382 a 385 foi secretário do Papa São Dâmaso. Pregava o ideal de santidade entre as mulheres da nobreza romana (Marcela, Paula e Eustochium) e combatia os maus costumes do clero. Na figura de São Jerônimo destacam-se a austeridade, o temperamento forte, o amor a Igreja e à Sé de Pedro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *